‘São Sebastião 123’ Apartment

Lisbon – Portugal

 

Authors

ALA.rquitectos / site

pt

O apartamento está localizado em Lisboa, na Rua de São Sebastião da Pedreira, outrora uma das principais artérias da cidade que, conjuntamente com a Rua de Santa Marta e a Rua de São José, formavam um eixo que atravessava toda a cidade. O edifício data do início do século XX, tendo tido variadíssimos tipos de utilização, chegando a acolher uma sociedade filarmónica. Aquando do início do projeto, encontrámos um escritório datado dos anos 90, com um open space uma zona de gabinetes construídos através de divisórias ligeiras.
Após a demolição total destes elementos, deparámo-nos com um espaço com zonas com pouca luz natural e com uma ventilação natural insuficiente. Para colmatarmos estas questões desenhamos um pequeno pátio, acessível e reorganizamos um outro já existente. O que nos permitiu localizar o programa de uso privado na zona posterior do apartamento.
A zona social foi pensada como uma sucessão de espaços fluidos que acontecem através da implantação de duas paredes não ortogonais, pintadas de cor de rosa. Estes planos têm início na entrada do apartamento e através do desenho de diagonais e curvas estabelecem-se momentos de compressão que de seguida dão lugar a espaços amplos, espaços de permanência.
Para a organização destes espaços, tivemos necessidade de criar um elemento charneira, constituído por uma grande caixa de cor azul que limita e organiza o programa e permite também expandir os espaços, onde os vários momentos se articulam entre si.
Esta peça corresponde ao núcleo da cozinha que, através de duas portas de correr, permite estabelecer a ligação entre a sala de estar e a sala de refeições.
Na fachada principal, para além de uma ampla zona de estar, temos dois pequenos quartos que funcionam como espaços de trabalho, biblioteca e/ou sala de reuniões. Procuramos assim dar resposta às necessidades do novo habitar, onde a partilha do espaço laboral e familiar passa a ser uma realidade.

en

The apartment is located in Lisbon, on Rua de São Sebastião da Pedreira, once one of the city’s main arteries that, together with Rua de Santa Marta and Rua de São José, formed an axis that crossed the entire city. The building dates back to the early 20th century, having had various types of use, even hosting a philharmonic society. When the project began, we found an office from the 1990s, with an open space and a zone of offices built with light partitions.
After the complete demolition of these elements, we encountered a space with areas with little natural light and insufficient natural ventilation. To address these issues, we designed a small courtyard, accessible, and reorganized another one that already existed. This allowed us to locate the private use program in the rear area of the apartment.
The social area was designed as a succession of fluid spaces that occur through the implementation of two non-orthogonal walls, painted pink. These planes begin at the entrance of the apartment, and through the design of diagonals and curves, moments of compression are established, which then give way to spacious areas, spaces for staying.
For the organization of these spaces, we needed to create a hinge element, consisting of a large blue box that both defines and organizes the program and also allows for the expansion of spaces, where various moments articulate with each other.
This piece corresponds to the kitchen core, which, through two sliding doors, allows establishing the connection between the living room and the dining room.
On the main facade, in addition to a large living area, we have two small rooms that function as workspaces, library, and/or meeting room. We thus sought to respond to the needs of the new way of living, where sharing work and family space becomes a reality.