2014

Torre de Palma Wine Hotel

Monforte – Portugal

 

Author

João Mendes Ribeiro / site

pt
Integrada na paisagem de grandes planícies do Alto Alentejo, a Herdade de Torre de Palma, em Vaiamonte, inclui uma extensão de terreno agrícola e um núcleo edificado de escala considerável circunscrito no lado sudeste da propriedade. O projecto de intervenção para instalação de um Hotel Rural na herdade procurou, respeitando as características arquitectónicas do conjunto e da paisagem envolvente, dar resposta ao novo programa funcional. A intervenção incluiu tanto a recuperação e remodelação do conjunto de edifícios preexistente como a construção de raiz de um conjunto de novos edifícios, baseada em gestos claros, precisos e sensíveis às características do lugar.
Nos casos de recuperação de estruturas preexistentes, a configuração geral de cada edifício foi mantida, procedendo-se apenas a alterações ao nível da organização espacial interior, à construção de elementos pontuais ou à abertura de novos vãos. Sempre que necessário, procedeu-se ainda à substituição de coberturas, peças estruturais ou revestimentos. No terreiro central, a casa-mãe é ocupada pelos espaços de recepção, acolhimento e serviços administrativos, no piso térreo, sendo o piso superior reservado à habitação do proprietário. A torre, adjacente à casa-mãe, foi pensada para funcionar como biblioteca e como observatório astronómico, no terraço do último piso. Ao lado, o edifício do antigo celeiro acomoda o SPA e uma zona de quartos distribuída por dois pisos. As antigas cavalariças correspondem actualmente à área social e de lazer, enquanto os edifícios das antigas oficinas e casas de operários foram adaptados para receber a zona de quartos e apartamentos. A capela existente na propriedade manteve as características arquitectónicas originais e foi complementada com a construção de um novo adro no exterior.
Os edifícios construídos de raiz têm duas naturezas distintas: edifícios que substituem antigas construções – degradadas e sem interesse patrimonial ou arquitectónico – e edifícios que se implantam segundo novas regras, fora do núcleo original.
No primeiro grupo incluem-se os edifícios da adega, do restaurante e da casa do caseiro, construídos na localização exacta das construções anteriores, com uma lógica material comum a todos eles: estrutura em betão, paredes de alvenaria e cobertura em lajetas de betão. No segundo grupo, fora do núcleo original, o conjunto da piscina estende-se para noroeste, no alinhamento da casa-mãe, e inclui uma plataforma de madeira com piscina, balneários e área técnica semienterrada sob a plataforma. A nascente do núcleo original foram implantadas arrecadações agrícolas, zonas técnicas e uma área de estacionamento coberto e, a poente, o edifício das novas cavalariças associado à zona do picadeiro.
Na generalidade, o terreno manteve a sua morfologia e características originais, com variações pontuais consoante a especificidade de cada área da Herdade. No interior do núcleo edificado, o terreiro foi regularizado – unificando o conjunto – com pavimento em saibro na área central, delimitado por um perímetro de calçada de mármore branco de Estremoz e uma zona de caleira contínua, com seixo rolado, em torno dos edifícios. No exterior do núcleo edificado principal, foram criadas cinco áreas distintas: uma zona de vinha ao longo da levada, uma zona de olival junto à piscina, uma horta biológica cultivada em canteiros e um pomar, junto aos armazéns agrícolas e ainda uma zona de prado, a oeste, associada à cavalariça e ao picadeiro.