2017

Dandélio School

Coimbra – Portugal

 

Authors

Orange Arquitectura / site

pt

O Colégio Dandélio resultado de uma iniciativa da APPACDM, disponibiliza à comunidade local um novo espaço dedicado ao desenvolvimento infantil, que se pretende pedagogicamente diferenciado, acolhendo uma creche e um jardim-de-infância.
O edifício está construído em terreno urbano, numa encosta da cidade de Coimbra e o seu desenho procura compatibilizar a resposta ao programa funcional com o respeito pela morfologia envolvente, embora sugerindo novas regras arquitectónicas. As restrições orçamentais foram também determinantes, resultando numa estrutura modular que se reflecte na própria fachada. A acessibilidade universal é especialmente importante neste âmbito e, nesse sentido, eliminaram-se quaisquer barreiras físicas que constituíssem obstáculos à livre circulação de todas as crianças, garantindo que, apesar do projecto se desenvolver em dois pisos, se reservavam ao piso inferior áreas de serviço como balneários do pessoal, lavandaria, arrumos e garagem coberta libertando-se o piso térreo para reunir as principais áreas funcionais do programa.
A organização cruciforme da planta permite que o átrio comunique directamente com as áreas comuns – salas de professores, administração e instalações sanitárias acessíveis – bem como com a creche e jardim-de-infância. A Creche, destinada a crianças até aos três anos de idade, inclui um berçário, copa de leite, zona de higienização, sala-parque e duas salas de actividades. À excepção dos sanitários dedicados, todos os espaços comunicam entre si e permitem a observação e controlo permanente. Por sua vez, o jardim-de-infância reúne duas salas de actividades, instalações sanitárias, sala de refeições e sala polivalente, sendo que estas duas últimas são espaços partilhados que, através de divisórias amovíveis, permitem a sua utilização autónoma ou em conjunto, beneficiando ainda de uma relação directa com o espaço de recreio coberto.
No interior, o pavimento vinílico azul e a cor natural dos elementos de carpintaria destacam-se dos restantes materiais cuja predominância do branco pretende criar uma plataforma neutra interactiva apropriável pelas crianças. O recreio exterior apresenta-se vedado pela arquitectura do edifício e pelos muros que delimitam o lote. Tem exposição solar privilegiada, acesso directo a partir das salas de actividades e, através de uma rampa, dará acesso a um segundo espaço de recreio, a localizar à cota baixa do logradouro, que incluirá as hortas pedagógicas que complementam as actividades lúdicas no exterior.
A Criança está no centro de todas as decisões relativas a este processo, e esse cuidado manifesta-se quer na atribuição da melhor exposição solar, ventilação natural e contacto com o exterior às salas destinadas à estadia das crianças, quer em momentos arquitectónicos singulares, como a dupla escala dos vãos exteriores, que resulta na imagem de marca deste empreendimento.

en

The Dandélio School, a result of an AAPCDM initiative, provides the local community with a new space dedicated to children’s development, which is intended to be pedagogically differentiated, hosting a nursery and kindergarten.
The construction is built on urban land on a hillside in the city of Coimbra and its design seeks to enhance the compatibility of the functional program with respect for the surrounding morphology, while suggesting new architectural rules. Budgetary restrictions were also determinant, resulting in a modular-based structure that is reflected in the facade itself. Universal accessibility is particularly important in this context and, in this sense, any physical barriers that obstruct the free movement of all children have been eliminated, ensuring that, despite the project being developed on two floors, staff’s locker room, laundry, storage and covered parking occupy the lower floor, releasing the ground floor to bring together the main functional areas of the program.
The cruciform organization of the plan enables the atrium to communicate directly with common areas – teacher’s rooms, administration and accessible sanitary facilities – as well as the nursery and kindergarten. The nursery is designed for children up to three years of age and includes a nursery kitchen, nappy change and three activity rooms. With the exception of the nursery toilets, all spaces communicate with one another, allowing permanent observation and control. In turn, the kindergarten comprises two activity rooms, sanitary facilities, dining-room and multi-purpose room, the latter two of which are shared spaces that, through removable partitions, allow their autonomous use or together, also benefiting from a direct connection with the covered outdoor playground.
Indoors, the blue vinyl floor and the natural colour of the carpentry elements stand out from the rest of the materials whose predominance of white is intended to create an interactive neutral platform suitable for children. The outdoor playground is confined by the architecture of the building and the walls that delimit the land. It has privileged sun exposure, direct access from the activity rooms and, through a ramp, gives access to a second playground, to be located at the low level of the plot, which will include pedagogical gardens complementing the outdoor pedagogic activities.
Children were at the centre of all decisions relating to this process, and this care is manifested both in the allocation of the best sun exposure, natural ventilation and contact with the outside in the activity rooms, either in singular architectural moments, like the two different scales for the windows, resulting in the brand image of this initiative.