2015

‘En el Tunel’

Concéntrico 01, Logroño – Spain

 

Authors

branco-del rio (João Branco + Paula del Río) / site

pt
O túnel – el calado – é uma abóbada de alvenaria de pedra de 30 metros de comprimento. O acesso, uma porta central num dos extremos, desvela de uma só vez o impressionante espaço e transforma-o numa imagem única, sempre igual.
Que interesse teria percorrê-lo?
A intervenção dilata a experiência desse espaço: distorce-o e subdivide-o, faz do túnel um percurso.
Ao entrar, uma estrutura de madeira interrompe a visão: a profundidade total do espaço oculta-se ao visitante, oferecendo-se-lhe apenas a continuidade da abóbada de pedra. No centro, um pequeno buraco convida a espreitar, a modo de voyeur, à procura do fim do túnel. No entanto, o espaço do outro lado não acaba: o fundo perde-se de vista.
Se a curiosidade o leva a rodear a estrutura, verá a sua imagem repetida. Está entre dois espelhos que, ao não terem qualquer moldura, se fundem com a abóbada num mundo confuso em que o reflexo e a realidade dificilmente se distinguem.

en
The tunnel – el calado – is a 30 meters long stone masonry vault. The access, a central door at one end, reveals at once the striking space and turns it into a single image.
Why walking along it?
The intervention expands the experience of the space: distorts and subdivides it, turns the tunnel into a path.
Upon entering, a wooden structure interrupts the view: the full depth of the space is hidden to the visitor, offering him only the continuity of the stone vault. In the center, a small hole invites to peek, as a voyeur, looking for the end of the tunnel.
However, the space on the other side does not end: it´s limit remains out of sight.
If curiosity leads him to surround the structure, he will see his image repeated. He is between two mirrors that, by having no frame, merge with the vault in a confusing world in which reflection and reality barely distinguish.