Sun Tan Restaurant

Lisbon – Portugal

 

Authors

DC.AD + Mariana Peralta / site

pt

Sun Tan é um projecto desenvolvido para um restaurante com cerca de 70m2, localizado no Bairro das Colónias, em Lisboa. O espaço está instalado no piso térreo de um edifício construído nos anos 30 do século XX, inserido no conjunto mais significativo de Arquitectura do estilo Art Déco da cidade.

O conceito do restaurante centra-se na criação de comida de inspiração asiática, com uma atitude informal, despretensiosa e familiar, premissa que foi transposta tanto para a elaboração do projecto de arquitectura como para a concepção dos ambientes interiores do espaço.

Relativamente à organização espacial, após se ter procedido à demolição da totalidade das paredes de compartimentação existentes, delineou-se, como objectivo principal, a criação de uma ligação entre a rua e o pátio exterior. Uma vez que o espaço se organiza longitudinalmente em forma de corredor, procurou-se acentuar essa geometria, dispondo as várias necessidades programáticas de acordo com a fluidez natural do espaço, desde a entrada, com a introdução de uma porta totalmente rebatível, até ao pátio nas traseiras do edifício, o qual não era anteriormente acessível ao público.

A cozinha foi posicionada como um elemento central, aberta e correspondente ao espaço com o pé-direito mais baixo. Nos dois extremos opostos, encontram-se as zonas de clientes, marcadas pelos pés-direitos mais altos, como a sala de refeições principal e a instalação sanitária.

O principal objectivo para o desenho dos espaços interiores foi potenciar os conceitos da marca, criando um ambiente pujante através do uso da cor, com materiais, texturas e tons familiares, que criam um ambiente arrojado mas confortável. A escolha do azulejo como revestimento integral do espaço surgiu da vontade de criar um ambiente mono-material, em que os revestimentos dos espaços funcionais se fundissem com os dos espaços sociais. Desta forma, o espaço é entendido de uma forma integral, apesar das funções distintas que alberga. Embora seja feito uso de um só material, as suas possibilidades permitiram a criação de ambientes distintos, através da escolha da cor dos azulejos e do betume que os une. Este jogo foi conseguido através da definição de duas paletes de cores inversas. Acentuando a longitudinalidade do espaço, revestiu-se uma parede com azulejos bordeaux com junta branca enquanto na parede oposta inverteu-se o sistema, usando azulejos brancos com junta bordeaux. Esta lógica potenciou também a versatilidade de utilização do espaço, permitindo que este seja utilizado tanto para almoços como para jantares, já que as duas cores inversas permitem um equilíbrio de ambientes: uma que trás claridade para o dia e outra mais conforto para a noite. Os dois tipos de revestimento unem-se na zona do lavatório, através de uma composição geométrica em forma de escada, como se de uma costura se tratasse.

Relativamente aos acessórios que foram desenhados propositadamente para o projecto, trabalhou-se com estruturas metálicas em Vermelho Ferrari brilhante, como os candeeiros, mesas e lavatório, que contrastam com o acabamento mate das paredes. No exterior, a parede de tijolo existente foi mantida, como vestígio do passado, adicionando textura e individualidade ao espaço. As restantes paredes foram pintadas em tons de ocre e rosa que, em contraste com o verde da vegetação, invadem o espaço de cor.

en

Sun Tan is a project for a restaurant of about 70 m2, located in Bairro das Colónias, in Lisbon. The project is installed on the ground floor of a building constructed in the 1930s, included within Lisbon’s most significant set of Art Deco style architecture.

The restaurant concept is centred around the creation of Asian inspired food, with an informal, unpretentious and homely atmosphere, a premise that was reflected both in the project preparation and in the interior design of the restaurant.

The organisation of the interior design, after the total demolition of all the existing compartmental walls, primarily aimed to create a link between the street and the outdoor patio. As the space is organised longitudinally in the form of a corridor, the idea was to accentuate this geometry, with the layout following the various programmatic needs according to the natural fluidity of the space, from the entrance, with the introduction of a fully folding door, right up to the patio in the rear of the building, which had not been previously accessible to the public.

The kitchen was positioned as a central element, open and corresponding to the space with the lowest ceiling height. The customer zones are at the two opposite ends, marked by taller ceiling heights, with the main dining room and the toilet facilities.

The key goal of the interior design was to boost the brand concepts, creating an invigorating atmosphere through the use of colour, with familiar materials, textures and shades that generate a stylish but comfortable ambience. The choice of tiles for the full wall cover of the space emerged from the desire to produce a single-material spatial effect, where the covering of the functional spaces merge with the social spaces. Thus, the space is perceived as a whole, despite the distinct functions enclosed. Although only one material is used, its possibilities enable creating different environments through the choice of the colour of the tiles and the mortar uniting them. This colour scheme was achieved by defining two palettes of reversed colours. Accentuating the longitudinal nature of the space, one wall was covered in bordeaux tiles with white mortar in between each tile, while on the opposite wall the effect was reversed using white tiles with dark bordeaux mortar. This logic also enhanced the versatility of the space, enabling its use both for lunch and dinner, as the two reversed colours give rise to balanced atmospheres: one bringing in light for the daytime and the other more comfortable for the evening. The two types of wall covering come together in the toilet facilities, through a geometric composition in the shape of a staircase, as if sewn together.

The accessories that were specifically designed for the project combine metal structures in glossy Ferrari red, like the lamps, tables and washbasin, that contrast with the matt finishing of the walls. Outdoors, the existing brick wall was kept, as a testimony to the past, adding texture and individuality to the patio. All the other walls were painted in ochre and pink hues that, by contrasting with the green of the vegetation, infuse the space with colour.